O “novo” mercado de trabalho

15/03/2017 11:28:27

O objetivo para se ter sucesso é diferenciar-se dos demais concorrentes.

O mercado busca profissionais que se desenvolveram em novas habilidades e competências, com coragem de arriscar-se e de aceitar novos valores, descobrindo e transpondo seus limites. O futuro é uma incerteza, por isso, é preciso refletir sobre as suas habilidades pessoais e profissionais; criatividade; memória; comunicação; e como enfrentar este mercado cada vez mais competitivo.

O objetivo para se ter sucesso é diferenciar-se dos demais concorrentes, apostando no seu conhecimento e na sua vida profissional, rever seus princípios, e idéias antigas com o objetivo de atender às novas solicitações do mercado atual, este é o perfil do profissional que, trocando informações na sua rede de relacionamentos profissionais. São mudanças socioculturais e tecnológicas que fazem a diferença no mercado de trabalho.

Você precisa trabalhar as qualidades que fazem a diferença e são reconhecidas como novo perfil profissional que são: 
• Perseverante;
• Determinado;
• Flexível;
• Foco;
• Criatividade;
• Organização;
• Inovação;
• Positividade;

Essas qualidades profissionais ajudam você a vencer a competitividade no mercado de trabalho. Para se tornar um verdadeiro empreendedor é necessário além de tudo que já falamos ter visão.

A maioria das pessoas tem pouca noção da verdadeira visão, dos níveis de significado, pois metas e objetivos não são visão. Ser visionário é imaginar cenários futuros, é perceber possibilidades dentro do que parece ser impossível e ter pensamentos inovadores.

Não foi feito para ser empreendedor quem precisa de uma vida regrada, horários certos, salário garantido no fim do mês. O empreendedor assume riscos e seu sucesso está na sua capacidade de desenvolver soluções.

Quando se aborda o risco como a única coisa que separa o sonho da realidade percebe-se claramente quem tem o perfil de empreendedor e quem não tem, pois os riscos fazem parte de qualquer atividade, e é necessário aprender a administrá-los, pois podem inibir o surgimento de novos empreendedores. Além disso, outro fator inibidor é a influência dos nossos pais, professores, amigos e outros que tiveram participação na nossa formação intelectual e que, inconscientemente, orientam nossas vidas.

É comum, um pai advogado despertar no filho o ideal de seguir a mesma carreira. Isso também acontece com o potencial empreendedor que se aprende na escola, nas pesquisas, nas observações. Com as atividades empreendedoras oferecidas pelas escolas, os alunos podem aos poucos se prepararem para serem empreendedores de sucesso, e é com uma iniciativa que se tem sobre tarefas que se fazem necessário, o próprio desenvolvimento da capacidade de gerenciamento. O que falta, na verdade, é motivação para uma tomada de decisão e arcar com as consequências sejam elas boas ou não.

Fonte: Portal Educação, O "Novo" Mercado de Trabalho. Acesso em: <https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/administracao/o-novo-mercado-de-trabalho/42806> Acesso em: 15/03/2017



Redes Sociais